Circuito Lagamar São Paulo de Cicloturismo revela praias, cachoeiras e parques ambientais.

Inspirado em circuitos europeus com entrega de kits com guias e passaportes, o município de Ilha Comprida lançou, em novembro de 2015, o Circuito Lagamar São Paulo de Cicloturismo. Destinado a iniciantes, mas atrativo também para cicloturistas experientes, o Circuito tem percurso aproximado de 180 km entre as cidades de Ilha Comprida, Iguape, Pariquera-Açu, Jacupiranga e Cananeia, no litoral sul paulista.

O trajeto principal é dividido em cinco trechos entre os municípios paulistas de Ilha Comprida, Iguape, Pariquera-açu, Jacupiranga e Cananéia. Quando estiver pedalando, o turista conta ainda com o auxílio de Placas Diretório, uma em cada cidade, instaladas em pontos estratégicos e que reúnem as principais informações do roteiro. São placas ecológicas, com maior resistência e durabilidade. Elas foram feitas com material reciclado. Cada placa retirou 52,5 Kg de lixo da natureza.

O percurso pode ser feito no período de três a cinco dias, dependendo do perfil do ciclista. No guia elaborado para os cicloturistas há informações sobre altimetria, mapa com as principais rodovias, rios e as cidades que integram cada trecho. Também estão listados os serviços, telefones e sites dos órgãos de saúde, segurança e turismo, os meios de hospedagem e o calendário de eventos municipais. Ao final do trajeto, o turista recebe um certificado comprovando que completou o circuito.

ROTAS ALTERNATIVAS – Outra opção para os turistas são os roteiros complementares ao principal, com rotas que levam a ilhas do litoral paulista e paranaense. São quatro trechos: Entre Ilhas; Costão Rochoso da Juréia; Parque Estadual Campina do Encantado e; Comunidade do Ariri. De acordo com William Mendes, os circuitos anexos foram desenhados para divulgar a região por completo.

No circuito “Entre Ilhas”, os turistas podem percorrer as praias da Ilha Comprida, Ilha do Cardoso e Ilha do Superagui, esta última no Paraná. São 270 quilômetros de extensão e vários trechos feitos em barcos.

Para chegar ao Costão do Rochoso da Juréia, o ciclista tem um trajeto de 74 quilômetros saindo de Iguape. O circuito inclui estradas de asfalto, trechos de areia e subidas acentuadas. O atrativo principal é a vista do Mirante do Cristo, de onde se contempla o mar pequeno.

O Parque Estadual Campina do Encantado é uma Unidade de Conservação com 3,2 mil hectares, com grande diversidade de fauna e paisagem composta por restingas em um percurso de 38 quilômetros.

Já a rota Comunidade do Ariri é o trecho com mais subidas acumuladas, começando no município de Itapitangui e com 116 quilômetros de extensão. O percurso passa pela Comunidade Quilombola do Mandira, que tem atrativos como a Cachoeira do Mandira, viveiro de ostras e Casa de Pedra. Ainda no caminho, o ciclista poderá conhecer o Sítio Duas Quedas, com passeio guiado até a Cachoeira Rio das Minas. Por fim, na Comunidade do Ariri, o visitante conhece as riquezas culturais caiçara, incluindo a gastronomia e histórias contadas pelos antigos moradores.

Para fazer o Circuito

É necessário acessar o guia do Circuito. Clique no link ao lado e faça o download.

Mais informações podem ser obtidas na Divisão de Turismo da Ilha (13) 3842 7029 , (13) 3842 3306 ou pelos e-mails:

turismo@ilhacomprida.sp.gov.br

wmmultiambiental@gmail.com

 

“Quando se aprende a viajar de bicicleta, você consegue ser muito feliz com pouco “.
Charles Zimmermann, Escritor e cicloturista. Autor do livro “Travessia – 747 dias de bicicleta pelo mundo”, durante lançamento do Circuito Lagamar
“Levo comigo um pouco do que vivi nos lugares onde passei e deixo um pouco de mim em cada lugar. Depois que eu encontrei vocês dois, nem eu e nem vocês seremos os mesmos. Cicloturismo é gente encontrando gente. Não é turismo de massa. É qualitativo. Cicloturista dorme cedo e acorda mais cedo ainda. Ele quer saborear as paisagens. A balada é ver os lugares. É possível que a região – promovida pela Ilha Comprida – esteja a um passo a frente de outras regiões do Estado”
Thérbio Felipe M. César, Editor executivo da Revista Bicicleta. Autor da reportagem sobre o Circuito publicada na edição de novembro da revista.
“Quando você viaja de bicicleta, você conhece o mundo como ele é, você conhece o ser humano na essência”
Thiago Fantinati, Cicloturista e autor do livro “Trilhando Sonhos”, onde relata a volta na América do Sul em 365 dias.